Por que não eu?

Quantas pessoas estão passando por processos seletivos para os quais se julgam altamente adequadas e não são as selecionadas, e alguns felizardos que se mantém empregados atualmente, não conseguem se encaixar no trabalho sonhado e sentem como se estivessem à deriva, como se devessem apenas trabalhar para sobreviver.

Todos trabalhamos arduamente por nossos sonhos até que sejamos impactados por alguém ou algum fato, mesmo sem nenhum fato importante, podemos nos sentir desmotivados, parece que remamos, remamos, e não vamos chegar em nenhum lugar que valha a pena.

Então olhamos para os que conseguiram a vaga desejada, a promoção sonhada ou que se sentem altamente realizados com o que fazem e pensamos “por que não eu?”.

As empresas são administradas com base no que é melhor para elas em determinado momento.

Entender o que está agregando valor a empresa naquele momento e verificar como isso também irá agregar valor à nós, ou como poderemos nós agregar valor à empresa é mais importante do que o nosso passado.

O que fazer para colaborar com o momento atual da empresa pode sim ser embasado na nossa experiência e conhecimento, mas a nossa reputação como pessoa de ação e resultados é o que fará a diferença na hora da escolha.

Devemos nos pautar em uma análise realista sobre nós mesmos, e sobre nossa real intenção a respeito do nosso futuro profissional, para mostrarmos como juntos podemos montar uma história de sucesso!

https://www.linkedin.com/pulse/por-que-n%C3%A3o-eu-maria-heloiza-magrin-pmp-psm-/?published=t