mapa-mundi2

Lição aprendida com Trump para os gestores, as ações em uma sociedade globalmente conectada.

Se tomadas tempos atrás, os decretos que o presidente dos Estado Unidos, Donald Trump vem publicando desde a sua posse, como por exemplo o bloqueio de entrada de pessoas de 7 países de maioria muçulmana, teriam outro impacto, e a sua efetividade teria sido imediata, mas hoje, numa sociedade globalmente conectada, onde as diferenças culturais e as distâncias diminuem a cada dia, onde todos lutam juntos pelo politicamente correto através das redes sociais, e está saturada pela mídia, que em sua maioria apoia os movimentos igualitários, tanto Trump quanto os gestores em geral precisam pensar melhor e agir em favor de um bem maior para que sua reputação não seja colocada em risco e suas decisões não sejam contestadas ou revogadas, tendo que amargar derrotas muitas vezes morais que podem enfraquecer e até mesmo destruir sua carreira.

Construir um nome, uma reputação, leva muito tempo e dependem muito mais das ações que de palavras, vê-la destruída é muito rápido, basta um passo ou uma palavra em falso, reconstruir, é extremamente difícil. Por isso os gestores de todos os níveis, que são pessoas formadoras de opinião e influenciam outras pessoas em diferentes círculos, iniciando em seu ambiente doméstico, passando pelo ambiente de trabalho, outras agremiações e comunidades que participe, e chegando a influenciar a vida de bilhões de pessoas no mundo todo, precisa se guiar e ser julgado pelos valores que pratica e apregoa, e estes valores devem colocar acima de tudo o bem coletivo, a ética e integridade moral.

Pense o que é o mais importante para você, o que te guia, o que você representa, e aja de acordo com a forma pela qual quer ser reconhecido e respeitado.